• Dr. Rodrigo Tanus

Gestão de Saúde Populacional, como definir indicadores a partir do PEP Corporativo

Uma ferramenta fundamental, que todas empresas deveriam incorporar para gerir a saúde dos seus colaboradores, é o PEP corporativo (https://lnkd.in/dhEJWjz). A partir dessa coleta de informação estruturada, a equipe de saúde, poderá fazer um diagnóstico individual, sobre todos os momentos durante a jornada assistencial e ocupacional que o colaborador recebeu por um período de tempo.

Por outro lado, gestores ligados ao departamento de recursos humanos, gestores de saúde corporativo, entre outros, poderão, com a ferramenta de saúde populacional, ter uma visão sobre as principais doenças, fatores de risco, determinantes sociais da saúde, sinais de alerta, visão dos afastados, absenteístas, internados, enfim, todos os possíveis parâmetros que geram os indicadores essenciais para tomada de decisão.

Outro importante insight gerado por esta ferramenta, seria muito útil para empresas que tenham unidades distribuídas em todo território nacional. Com a visão global, é possível definir quais são os agravos mais comuns por cidade ou estado, bem como quais são as unidades que tem um maior risco de eventos agudos, por exemplo. A base, sendo estruturada com algoritmos de inteligência artificial, permite que a “máquina” nos indique inclusive predições para tais eventos.




Afim do cumprimento da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados nº 13.709), deve-se existir uma anonimização das informações pessoais, que são compartilhadas somente com o time de cuidados (médico e enfermeira), responsável pela saúde daquele colaborador.


13 visualizações0 comentário