• Dr. Rodrigo Tanus

Saúde digital: dados aplicados à saúde e integração com as plataformas

Atualizado: Nov 9

Nos dias atuais sabemos que independente do setor de atuação, empresas que não buscam ou procuram uma base tecnológica para se posicionarem no mercado, ou até mesmo para conhecer melhor seu cliente, interagir com ele e ainda conhecer seus próprios indicadores, parecem ter seus dias contados. Em saúde não é diferente. A tecnologia da informação será condição sine qua non (essencial) para stakeholders de saúde buscarem seus objetivos, e principalmente construir uma relação de integridade e transparência entre si.


Os dados de instituições assistenciais, fontes pagadoras, pacientes e reguladores são fragmentados, pois o interesse de cada um também se comporta de forma semelhante. Nada adianta escolha de plataforma x ou y, prontuário eletrônico z ou w, se continuarmos atuando sem a interoperabilidade ou sem o compartilhamento da informação.

Grandes empresas de health analytics, business intelligence ou ERP’s já estão a muito tempo no Brasil, com a mesma tecnologia aplicada a outros países, e o que colhemos até agora? Por enquanto um sistema de saúde insustentável, e com stakeholders cada vez mais insatisfeitos com resultados obtidos, e entre estes, os pacientes. Com seus dados desalinhados e também fragmentados, as pessoas infelizmente sofrem as duras consequências de não conhecer sua própria condição de saúde e os tratamentos realizados.


Os passos rumo à saúde digital

Para que haja um início desta integração, existe uma necessidade imediata, do ponto de vista retrospectivo, coletar informação de diferentes bases, de players com interesse em formatar parcerias institucionais, para que possamos estratificar e gerar uma base de conhecimentos da nossa população, e a partir daí de fato fazer gestão de saúde populacional.

A outra necessidade, do ponto de vista prospectivo, seria iniciar um processo de preparo das plataformas no input da informação. Dado que não é inputado de forma correta, não será ou dará muito trabalho para ser lido posteriormente. A partir daí, plataformas que extraem e mineram esses dados, serão preparadas com direcionamento dado pelos gestores de cada instituição em determinar quais são os indicadores mais importantes para o seu negócio e para sua rede estratégica de parceiros.

Assim conseguiremos inserir o Brasil no contexto da saúde digital, caso contrário, ainda percorreremos um bom período em saúde analógica.

2 visualizações

Tel: 047-3422-1112

R. Saguaçú, 120, Joinville

  • Preto Ícone LinkedIn
  • Instagram
  • YouTube